Header Ads

[Resenha do Filme] Extraordinário


Título original: Wonder || Gênero: Drama || Estréia: 7/12/2017 || Duração: 113 minutos || Direção: Stephen Chbosky || Roteiro: Steve Conrad || Produção: David Hoberman, Todd Lieberman


Como começar a falar de um dos filmes que mais me emocionaram em 2017? Tentarei me expressar ao máximo, espero conseguir transmitir toda a emoção.

August Pullman, muito bem interpretado por Jacob Tremblay, nasceu com uma síndrome genética, que lhe trouxe uma deformidade facial. Durante toda sua infância ele passou por inúmeras cirurgias e complicações médicas. 


August nunca frequentou uma escola de verdade, sua mãe Isabel Pullman, interpretada pela diva Julia Roberts, era a responsável por sua educação, mas agora ele precisa sair da 'bolha' e estudar em uma escola normal; como todos os garotos da sua idade. 

Todos já passaram pelo temido primeiro dia de aula, ou por ser um aluno novo, mas será que August conseguirá lidar com tudo isso?


Eu fiquei encantada como o filme conseguiu captar o enredo do livro; confesso que estava receosa quanto a isso, mas não me decepcionei em momento algum. 
É incrível a capacidade e a simplicidade em que August convence a todos que apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos.


Os personagens são todos especiais e deixaram uma marca inesquecível em mim, mas o destaque especial para esse filme fica com as crianças. Eles foram um espetáculo a parte.


Contudo, engana-se quem pensa que as cenas mais impactantes são só de August. Sua irmã, Via Pullman, interpretado por Izabela Vidovic, mostra o quanto sua vida também foi complicada, mesmo sendo uma pessoa comum. Sério, chorei muito por ela e com ela. 


Acredito que o fato de também ser mãe de um menino quase na idade de August, senti todas as dores Isabel Pullman (Julia Roberts). Que mulher forte, tiro o meu chapéu para ela e por todo seu esforço.

O livro e o filme são extraordinários. Simplesmente leiam e assistam!



" Todas as pessoas deveriam ser aplaudidas de pé pelo menos uma vez na vida, por que todos nós merecemos o mundo."


"A família te dá a coragem para enfrentar o mundo. "


Beijos e até a próxima!
Débora Favoreto


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.