Header Ads

Wonder Woman || Crítica


Direção: Patty Jenkins
Roteiro: Allan Heinberg
5/5


Primeiramente, TÔ IMPACTADA! ME TREMENDO TODA! CHEIA DE LOUCURA. Que apenas um bom filme pode me causar. É meus amigos, Warner e DC acertaram em cheio, pois até agora estou sentindo tudo isso e mais um pouco.

Mas passando o surto de moça que adora um bom filme, vamos para o que interessa.



A Redenção do Universo DC.

Depois do fiasco de Batman vs Superman, uma parte da população mundial ficou com o pé atrás com os lançamentos que viriam por ai do universo DC. Ainda bem que houve REDENÇÃO.

Que filme minha gente. Que filme.


Passando na primeira guerra mundial. Diana tem a missão de encontrar o grande deus da guerra, pondo fim em sua vida como no seu domínio de ódio sobre o mundo. Como uma boa amante de Hq’s, me sinto no direito de dizer que houve falhas na história da deusa amazona, mas tudo suportável.

Diana como sempre, é protegida de grande parte de sua história. Isso prejudica tanto quanto o seu desenvolvimento como sua missão. Depois de ir embora de sua ilha, ela junto com Steve, dão início para Londres e para o fim da Guerra.


O filme dita o seu próprio ritmo e sentimentalismos. Vejo de minuto a minuto o desenvolvimento da personagem, de moça que não conhece nada sobre o mundo, para a mulher determinada que sabe calar a boca de qualquer pessoa.

O ponto raso do filme são os vilões. Eles somem em segundos, fracos e bem previsíveis. Cheguei a pensar que o deus, nem mesmo existiria. Outro fato que me levou a questionar sobre o desenvolvimento da trama, foram alguns acontecimentos que não se encaixam, mas isso fica para hqs.


Elenco:

Gal Gadot, mostrou que é a melhor para esse papel. Sua delicadeza e agressividade única, deu a princesa o ar que vemos nos desenhos. Ela conseguiu ter uma química com Steve (Chris Pine), que deu um humor gostoso ao seu personagem.




Roteiro:

Algumas falhas sobre a origem da história e alguns ocorrido no final do filme me fez pensar em O QUE QUE TA ACONTECENDO? ISSO NÃO É ASSIM NÃO! Então me lembro que isso é uma adaptação.

Mas isso não tirou nada do filme.

O filme é repleto de ação. Confesso que meu medo fosse como o fiasco de Batman vs Superman, com uma luta de três minutos que é uma merda. Mas não.



A Princesa veio mostrar o que é porrada de verdade. Gente, que lutas, que cenas, que filme. QUE MULHERÃO!

Torcendo aqui, com todo o meu coração que o filme da liga seja tão bom quanto é de Diana. Por que ai eu digo: DC E WARNER, VOCÊ TEM O MEU RESPEITO!

Até a próxima!
Tatiana Pinheiro


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.