Header Ads

[Resenha] Sem Amor || Katy Regnery



》 #ResenhaECP  ▪ Sem Amor || Katy Regnery || @editoracharme

Gente que livro é esse?

Amo um livro onde o mocinho é todo destruído. Fico com vontade de pegar no colo e levar para casa. Nada boba, eu sei!

Em Sem Amor, conhecemos Cass e Brynn.

Quando Cass tinha oito anos, seu pai matou várias garotas inocentes e isso o destruiu. Hoje, ele é um homem que carrega o fardo de ser filho de um assassino em série. 

"O maior terror existente nos recantos mais obscuros da minha mente é esse... sempre, sempre, sempre esse: a possibilidade de que eu possa, talvez, me tornar alguém como meu pai."

Cass vive em um lugar isolado, longe de tudo e de todos. Ele não quer ser alguém para somar, e sim, o mais invisível possível. Tudo muda quando ele conhece a Brynn Cadogan.


Brynn é uma mulher decidida e destemida. Porém, ela também tem algumas marcas do passado. Após perder tragicamente o seu noivo, ela decide reunir forças para seguir em frente e após uma situação, Cass a salva. 

“Dizer adeus não significa esquecer. Seguir em frente não significa que você nunca o amou. Estou te dizendo para deixar isso para trás. Estou te dizendo que você pode ser feliz.”

Com o tempo, ambos se tornam cada vez mais próximos e não conseguem controlar os sentimentos. Será muito difícil para Cass aceitar que ele pode amar alguém sem prejudicá-la.

Uma história que machuca, mas ao mesmo tempo é linda e emocionante. Um amor doloroso e intenso. Uma mulher firme e um homem puro.

"Quando ela sorri, até mesmo eu, condenado desde o nascimento, amaldiçoado desde o berço, sinto o coração rugir."

O enredo é incrível. Os capítulos narrados por Cass foram os mais intensos e os meus preferidos. Adoro quando o autor intercala os pontos de vistas entre os personagens.


Li 'Sem Amor' no mês passado. Porém, não conseguia encontrar palavras para descrever tudo que senti ao ler. E, afirmo que a minha resenha não chega aos pés da fantástica história que a autora criou.

Recomendo para todos os apaixonados por romances, dramas e histórias com personagens destruídos.

"Ela é ar. É água. Sorrisos e suspiros suaves enquanto adormece em meus braços. Ela é calor. Ela é promessa e esperança. Ela é normalidade e companhia, meu talismã temporário contra a solidão. Ela se move como o ar ou a escuridão, me cercando, dentro de mim, do mundo e, ainda assim, pertencendo íntima e particularmente a mim. Ela é tudo que eu quero, mas não posso ter algo mais e mais necessário à minha sobrevivência, o que significa que deixá-la ir irá me destruir."


GARANTA JÁ O SEU:




Beijos e até a próxima! ❤


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.