Header Ads

[Resenha] Doce Prisão (Trilogia Os Montenegro II) || Jas Silva



647 páginas || Trilogia os Montenegro #2 || Jas Silva || Ano 2017 ||  Astral Cultural
Resenha por Débora Favoreto
Fotos por Dani Almeida

Após finalizar a leitura do primeiro livro da série, Ilusão, eu odiei o Marcos e achava impossível me apaixonar por ele em Doce Prisão.

Porém, conhecendo a autora Jas Silva, como eu conheço, eu também sabia que isso poderia sim ser possível, e de fato aconteceu.

Marcos é um homem autoritário e muito dominador. Muito mesmo!

Ele é o irmão mais velho, único homem e se viu obrigado a tomar as rédeas assim que seus pais faleceram. Seu único foco era manter o sobrenome e a empresa longe de qualquer escândalo, ele só esqueceu de avisar isso para as irmãs. (brincadeira).

Marcos também nunca acreditou no amor, para ele o relacionamento nada mais era do que um compromisso. Ele precisava de uma mulher, robô, para apresentar a sociedade, porém ele tinha um sentimento muito grande pela Rachel, sua assistente, ele só não conseguia ver e admitir essa paixão. Ainda mais quando ele acreditava que não tinha o direito de amar.

Contudo, Rachel sabe desse amor e também tem o mesmo sentimento, mas está cansada de ter que lidar com um homem que não assume o que sente. Porém, após um mal-entendido, onde Marcos não acreditou nela, Rachel resolve colocar um basta e fugir. 
Marcos, por sua vez, coloca os melhores detetives atrás de Rachel, mas ela realmente some, o deixando desesperado como ninguém jamais o viu.

Assim que ele a encontra, um acontecimento inesperado a obriga voltar e ela dá mais uma chance a ele, mas ele terá que mudar e muito para que ela possa de fato ficar para sempre. Além disso, ela não quer mais ser sua amante, ela quer que ele a faça sua mulher. Ele aceitará qualquer coisa para ter Rachel ao seu lado, mas com o tempo perceberá o quanto ela está fria e diferente. E, com isso, o grande autoritário e dominador Marcos,  terá que se transformar em um romântico conquistador para ter o amor da sua amada de volta.


Será que Rachel será capaz de acreditar no amor de Marcos? A Ratinha voltará a ser quem era antes? Ambos serão felizes para sempre? Marcos será digno do amor de Rachel? Eram tantas perguntas que eu me desliguei da minha vida social e devorei esse livro. Eu queria conseguir dar essa chance para Marcos também. Durante a leitura eu era a Rachel, eu o amava, mas estava muito magoada, queria acreditar nele, mas ele iria sofrer até me provar que ele havia mudado e que agora sim era digno do meu amor.

Marcos não muda da água para o vinho, ele continua sendo babaca em vários capítulos e em inúmeras atitudes, mas eu amo esse cafajeste idiota.

Rachel voltou mais decidida e confiante. Gostei demais da personagem, isso é outra característica maravilhosa dos livros da Jas, as mocinhas são fortes e guerreiras, Rachel foi mais uma delas.

A Jas Silva é uma das minhas autoras nacionais preferidas. Amo a sua escrita e sei que em todos os livros eu terei uma surpresa, nunca será maçante e sei que é completamente viciante.

O próximo livro conta a história de Isadora, que aparece bastante no livro do Marcos. Eu odiei a Isa de todas as formas no primeiro livro, e sei que também irei me encantar por ela e me apaixonar pelo seu bofe forte e gostoso. Já aviso as amigas de plantão: Todos os mocinhos que a Jas cria, são meus! Okay? Okay! (rs!)

Doce Prisão é um livro cru e ao mesmo tempo deleitoso. Eu recomendo para os apaixonados pelo gênero.

Aviso: Para ler os livros da Jas Silva, você tem que estar bem do coração.
Motivo: Normalmente, ela o aperta, sangra, parte ao meio, bate, pisa e depois o beija fazendo todo sofrimento valer a pena .


GARANTA JÁ O SEU: http://amzn.to/2wOd1pT



CAPA E SINOPSE: 


Após um relacionamento conturbado com Marcos, Rachel finalmente consegue se livrar dele. No entanto, com todo seu poder e orgulho, o patriarca dos Montenegro não vai deixar sua ratinha escapar tão facilmente. Enquanto tentam resolver suas diferenças, Rachel se vê novamente envolvida por ele, e Marcos começa a sentir muito mais do que apenas desejo. Mal sabem os dois que o destino havia guardado algo que mudaria suas vidas e, principalmente, seus sentimentos.





Um comentário:

  1. Eu nunca (nunca, nunca, nunca!!!) vou ter palavras suficientes para agradecer o seu carinho nem para definir o quanto as suas resenhas me emcoi Nam. Você conhece meus personagens, as vezes, até melhor do que eu mesma. Obrigada por ser essa pessoa incrível Dé, feliz 2018 pra gente!!!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.