Header Ads

Bountiful || Sarina Bowen



No last names. No life stories. Those were the rules.
Once upon a time a cocky, copper-haired tourist sauntered into Zara’s bar. And even though she knew better, Zara indulged in a cure for the small-town blues. It was supposed to be an uncomplicated fling—a few sizzling weeks before he went back to his life, and she moved on.
Until an accidental pregnancy changed her life.
Two years later, she’s made peace with the notion that Dave No-Last-Name will never be found. Until one summer day when he walks into her coffee shop, leveling her with the same hot smile that always renders her defenseless.
Dave Beringer has never forgotten the intense month he spent with prickly Zara. Their nights together were the first true intimacy he’d ever experienced. But the discovery of his child is the shock of a lifetime, and his ugly past puts relationships and family out of reach.
Or does it? Vermont’s countryside has a way of nurturing even tortured souls. The fields and the orchards—and hard won love—are Bountiful.

Tradução Livre: 

Sem sobrenomes. Não há histórias de vida. Essas eram as regras.
Era uma vez um turista arrogante e de cabelos compridos que se encontrava no bar de Zara. E mesmo que ela soubesse melhor, Zara se entregou a uma cura para o blues da cidade pequena. Era suposto ser uma aventura sem complicações - poucas semanas antes de voltar para sua vida, e ela seguiu em frente. Até que uma gravidez acidental mudou sua vida. Dois anos depois, ela fez paz com a noção de que Dave Sem- Sobrenome nunca será encontrado. Até um dia de verão, quando ele entra em sua cafeteria, nivelando-a com o mesmo sorriso quente que sempre a deixa indefesa.
Dave Beringer nunca esqueceu o intenso mês que ele passou com Zake espinhoso. Suas noites juntos foram a primeira verdadeira intimidade que ele já experimentou. Mas a descoberta de seu filho é o choque de uma vida, e seu passado feio coloca relacionamentos e familiares fora do alcance. Ou não é? O campo de Vermont tem uma maneira de nutrir até as almas torturadas. Os campos e os pomares - e o amor duramente conquistado - são generosos.







Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.