Header Ads

[Resenha] Sway | Kat Spears


256 páginas || Kat Spears || Ano 2016 || Editora Globo Alt || YA 
Resenha por Débora Favoreto


Em Sway conhecemos Jesse Alderman, 17 anos, e tem  um talento nato. Esse tem o dom de convencer as pessoas a acreditar no que ele quer. 

Sway não é algo que se possa definir. Um cara que tem sway é o cara, não precisa tentar ser descolado, apenas... é.

Sua mãe cometeu suicídio e o seu pai é um alcoólatra. Ele evita se envolver emocionalmente com as pessoas, ele prefere ficar sozinho, exceto quando ele "precisa" das pessoas. 

Jesse é contratado por Ken, capitão da equipe de futebol, para conquistar Bridget Smalley. Jesse se aproxima de Bridget e começa a conhecer sua rotina e se vê encantado por ela.

"As pessoas não se importam em mentir, trapacear, roubar... desde que consigam algo que queiram ou precisam, sempre estão dispostas a justificar isso."

Bridget é uma "santa", como muitos dizem. Ela é uma boa pessoa, tem um coração enorme, é uma boa filha, uma boa neta, visita sua avó em uma casa de repouso toda semana e é voluntária em uma instituição de deficientes físicos. 



Com o convívio de Jesse e Bridget, ela acaba o moldando. Ele conhece seu irmão, Pete. O mesmo tem paralisia cerebral e Pete adora Jesse pelo simples fato dele tratar o irmão de Bridget como uma pessoa comum, ignorando a sua paralisia, mas em alguns momentos, em minha opinião Jesse é um verdadeiro idiota.

Porém, sua atitude com Pete faz Bridget apreciar sua companhia. E você realmente percebe o quanto Jesse está mudando. Ele ‘adota’ um avô na casa de repouso, mesmo sendo para impressionar a Bridget, ele também cria sentimentos. Jesse literalmente quer impressioná-la. 

Mas, Bridget começa a namorar com Ken, e ele ameaça Jesse dizendo que irá contar para Pete e Bridget que tudo não passou de uma encenação. Sabemos que isso não é verdade, mas será que Bridget vai acreditar?   



Jesse está prestes a perder tudo de mais importante que ele já teve. Com o decorrer da leitura começamos a entender os verdadeiros motivos por ele ser assim, conhecemos também como ele é por dentro e como ele esta amando estar perto das amizades que fez. Mesmo quando fala para Ken que ele não gosta nenhum pouco de Bridget ou de Pete, e infelizmente Pete acaba ouvindo. Mesmo nesses momentos que ele é um verdadeiro babaca, sabemos que ele não é um babaca. 

"Quanto mais se diz às pessoas que elas não podem ter algo, mais elas querem. É uma dessas leis do universo."

Eu gostei da leitura, a autora criou uma história fantástica. Jesse passou por coisas horríveis e como vários adolescentes, a forma que ele encontrou em lidar com tudo foi entrando em completa negação. 

Sway é um YA leve, simples e com pitadas de humor. A autora Kat Spears fez um excelente trabalho. Eu indico para todos os apaixonados por esse gênero literário.

"Às vezes o que queremos e o que o mundo espera de nós são duas coisas diferentes."



CAPA E SINOPSE: 

Sway é o apelido de Jesse Alderman, por causa de seu talento para conseguir qualquer coisa para qualquer pessoa, como providenciar trabalhos escolares, fazer com que pessoas sejam expulsas da escola, arrumar cerveja para as festas, entre outras coisas, legais ou ilegais... É sabendo dessa fama que Ken Foster, o capitão do time de futebol da escola, pede a ele um trabalho controverso: Ken quer que Bridget Smalley saia com ele. Com seu humor ácido e seu jeito politicamente incorreto de ver a vida, Sway terá que encarar o trabalho mais difícil que já teve: sufocar todos os sentimentos que Bridget desperta nele, a única menina verdadeiramente boa que ele conheceu em toda a sua vida.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.