Header Ads

[Resenha] Sr. Daniels | Brittany C. Cherry


332 páginas || Brittainy C. Cherry || Editora Record || Ano 2015 || Romance/Drama/Jovem Adulto
Resenha por Dani Almeida 

Depois de ler O Ar Que Ele Respira e ficar completamente apaixonada pela história, me perguntei como eu ainda não tinha lido nada dá autora Brittany C. Cherry ?!

Tratei logo de ir atrás da outra obra dela publicada por aqui: Sr. Daniels.

Com as expectativas nas alturas comecei a leitura, só para ter a confirmação de que essa mulher definitivamente arrasa! Ela sabe, como poucos, mexer com os sentimentos do leitor e colocar à prova nossos corações; deixar nossas emoções em ebulição é o que ela faz de melhor. Por isso, meu conselho para quem vai ler Brittany é: tenham lenços à mão porque lágrimas são garantia em suas histórias.

"NÃO SEI O QUE TE DIZER, NÃO SEI NEM O QUE DIZER. SÓ SEI QUE CUIDAR DE VOCÊ SÓ AUMENTA O MEU SOFRER.(ROMEO'S QUEST)"

Após a morte de sua irmã gêmea, Ashlyn Jennings não consegue mais encontrar sentido na vida. A dor da perda é insuperável e a deixa sem chão e o distanciamento da mãe, com quem já não possui um bom relacionamento, piora ainda mais seu estado de espírito.

Obrigada a abandonar tudo que conheceu até então, ela é mandada para morar com o pai, com quem não mantém contato frequente e nenhum laço afetivo.

Na viagem de trem para Wisconsin, ela acaba conhecendo um gentil rapaz de belos olhos azuis. A conexão entre os dois é imediata; um sente a dor da perda que o outro exala e tal sentimento os atrai mutuamente.

"SEUS OLHOS ERAM INTENSAMENTE AZUIS E CHEIOS DE INTERESSE. POR UM SEGUNDO, PENSEI QUE FOSSEM UM PORTAL PARA UM MUNDO DIFERENTE.
LINDOS.
DE TIRAR O FÔLEGO.
BRILHANTES.
OLHOS AZUIS.
SUSPIREI."


Depois de alguns dias na nova moradia, Ashlyn se vê inesperadamente com dois novos amigos, Hailey e Ryan, os filhos de sua madrasta. A relação de afeição e companheirismo que surge entre eles é linda e também o que facilita a estadia de Ashlyn na casa do pai.

Contudo, nenhuma distração é o bastante para fazê-la esquecer do belo rapaz de olhos azuis e vê-lo de novo é tudo que a garota deseja; por isso ela vai ao bar onde ele disse que o encontraria e, esse segundo encontro, só reafirma o quanto ambos têm em comum.

O amor pela música e por Shakespeare os une muito mais e eles se veem querendo explorar a atração intensa que os conecta.



Porém, em seu primeiro dia de aula, na escola em que seu pai é vice-diretor, Ashlyn descobre que Daniel Daniels não é apenas o músico sensível e carismático que conheceu no trem, mas também seu novo professor de inglês, o Sr. Daniels.

Choque e frustração os consomem ao perceberem que seu relacionamento não pode ser outro se não o de professor/aluna e manter segredo da paixão que surgiu entre eles não vai ser nada fácil.

Agora Ashlyn precisa encontrar uma maneira de superar a dor da perda da irmã enquanto aprende também a lidar com sua nova rotina na casa do pai e, principalmente, com os sentimentos recém-descobertos pelo Sr. Daniels.

"VOU TE ESCREVER QUANDO ESTIVER SOZINHA, SE ME ESCREVER QUANDO EU TIVER MEDO. E VOU TE AMAR MESMO DEPOIS QUE NO MUNDO SÓ HOUVER DESESPERO.
NOSSO AMOR VIVE.
NUNCA MORRE.
SEMPRE VOA, SEMPRE VOA.( ROMEO' S QUEST )".


Apesar de Sr. Daniels trazer a tona o velho, e amado, clichê do amor proibido, a história consegue ser deliciosamente surpreendente. Os elementos surpresas que a autora trouxe para o enredo tornaram a trama não tão previsível como supus que seria.

Narrado em primeira pessoa, alternando o ponto de vista de Ashlyn e Daniel, o livro me conquistou desde as primeiras páginas e, de tal modo que, não consegui largá-lo até saber o desfecho da história.

A sutileza e sensibilidade da narrativa da autora na hora de abordar temas como morte, perda, homossexualismo, conflitos familiares e bullyng emprestaram à história um realismo tocante. Sobretudo a força e beleza do amor que Ashlyn e Daniel compartilham embelezaram, ainda mais, as páginas dessa história e foi impossível não torcer pela felicidade do casal.

Não só os protagonistas como também os personagens secundários foram muito bem desenvolvidos e de suma importância para o maravilhoso resultado final dá obra.

A capa está lindíssima e, como se a história já não fosse suficientemente emocionante, todo começo de capítulo conta com estrofes das músicas dá Romeo's Quest, a banda dá qual Daniel faz parte.

E gente! Como eu amei essa banda, queria um CD deles para mim hahaha ...


"ISSO NÃO É ALGO QUE EU QUERO QUE DESAPAREÇA.
PROMETA QUE DEPOIS DESSA CHUVA O SOL SURGIRÁ.( ROMEO ' S QUEST)"

Enfim, mesmo que eu falasse (ou escrevesse) horas a fio sobre Sr. Daniels, não seria suficiente para dizer o quanto esse livro é magnífico.

E, ao final, depois de muitos encontros e desencontros e todos os obstáculos que Ashlyn e Daniel precisaram enfrentar, tudo valeu a pena.


Foi suspirando que eu li o merecido FIM ao término da história, que deixou com aquele conhecido gostinho de quero mais.

Sim, eu estou completamente rendida e encantada pela escrita de Brittany C. Cherry e, só posso dizer que tudo que ela escrever eu quero ter a oportunidade de ler, pois suas histórias são assim: belas e tocantes do tipo que toca o coração e enraíza no pensamento; Impossível de esquecer.

"E, PELA PRIMEIRA VEZ EM MUITO TEMPO, EU SOUBE QUE, NÃO IMPORTAVA O QUE ACONTECESSE, NÃO IMPORTAVA QUAIS FOSSEM OS OBSTÁCULOS DA VIDA, NÃO IMPORTAVAM OS DESAFIOS, NÓS DARÍAMOS CERTO."


CAPA E SINOPSE:


Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã.
Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês. Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.

2 comentários:

  1. Esse foi o primeiro livro que li da autora e me tornei fã no mesmo segundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaís ;
      Essa autora tem esse dom mesmo : basta um livro e a gente se apaixona completamente. Ela arrasa.
      Beijos <3 !!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.