Header Ads

[Resenha] Nove Regras A Ignorar Antes De Se Apaixonar



384 páginas || Os números do amor #1 || Sarah MacLean || Ano 2016 || Editora Arqueiro || Romance 
Resenha por Taty Assis  || Foto por Débora Favoreto

Calpúrnia cansou de viver as regras impostas pela sociedade. Ela quer novas aventuras e ela terá novas aventuras, mesmo que isso faça com que sua reputação, que até então era impecável, seja questionada. Callie sabe que conseguir um marido está fora de cogitação. Se com seus 28 anos ainda não conseguiu um pedido sequer de casamento, não é logo quando começou a ignorar regras que vai conseguir, além do mais ela nunca foi beldade. 

“Aos 28 anos, ninguém tinha nada a dizer dela. Sua reputação sempre fora impecável - durante todo o período em que era importante manter um nome tão imaculado. De qualquer forma, não era como se estivesse prestes a arruinar completamente essa reputação. Não ia fazer nada que homem da alta-roda não fizesse em qualquer dia sem pensar duas vezes. E se os homens podiam, porque ela não deveria poder?”

Callie deseja ser beijada pela primeira vez, deseja ir a uma taberna, jogar em um clube de cavalheiros, beber, fumar charuto... e para completar o primeiro item da sua lista, que é o beijo, que ela acaba procurando Gabriel St. John. Um dos maiores libertinos por quem sempre sonhou.

"Beijos não devem deixá-la satisfeita. Eles devem deixá-la querendo mais."

Gabriel sabe que não é uma boa ideia aceitar a oferta de Callie, ainda mais se tratando de uma moça com a linhagem dela. Mas ele sabe que não poderá deixá-la viver essas aventuras sozinha, porque ela parece estar muito determinada a cumpri-las, e caso ela fosse descoberta, com certeza seria uma dama excluída da sociedade.

Mas claro que Gabriel não fará nada se não tiver algo em troca. Ele acaba de descobrir que tem uma irmã ilegítima, e Gabriel acredita que sua irmã só será aceita pela sociedade se tiver alguém, como Callie, para acompanhá-la. E, bem, é claro que eles acabam firmando um acordo. Só que nem tudo saiu como o planejado.

Conforme os dias se passavam, Callie e Gabriel mais envolvidos ficavam. Gabriel se surpreende ao constatar o quão incrível Callie é, já Callie se antes já tinha uma pequena queda por Gabriel, com a convivência acabou ficando completamente apaixonada. Mas esse é um jogo muito perigoso, porque Callie acredita que não é uma mulher para um homem como Gabriel, ainda mais porque ele não acredita no amor.

Mesmo tendo o risco de ter seu coração quebrado e sentimentos não correspondidos, Callie se entrega ao calor do momentos e vive muitas primeiras vezes com Gabriel. Mas como eles vão lidar quando todo esse envolvimento se mostrar ser muito mais do que um simples acordo? 

Ai minha nossa.... estou apaixonada por esses dois. Sarah MacLean ganhou mais uma fã, porque sinceramente é impossível não gostar, amar e ficar superempolgada com essa história e esse casal. 

Nove regras a ignorar antes de se apaixonar é um romance épico com tudo o que eu mais gosto: romance, cenas divertidas e sensuais, momentos tensos, e o melhor, tudo na medida. Um livro para arrancar suspiros! Emocionante, lindo, e muito envolvente!

“O amor não é unilateral e egoísta. É pleno e generoso, e modifica a vida da melhor maneira possível. O amor não destrói, Gabriel. Ele cria.”

Estou encantada e mal posso esperar para ler o segundo livro, que já foi publicado, Dez formas de fazer um coração se derreter.


CAPA E SINOPSE:

A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.
E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.
Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

4 comentários:

  1. Adoro romances de época.
    Pelo jeito, vou gostar desse também.

    ResponderExcluir
  2. Nossa tem um tempo que não leio um histórico. Eu sempre adio a leitura e compra não sei porque. Já li muito histórico na vida 😁.
    Pretendo por na próxima listinha pelo menos um histórico pra vê se volto a tomar gosto por eles. Gostei muito dessa indicação 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ultimamente só ando lendo histórico e me apaixonando a cada leitura. :)

      Excluir

Tecnologia do Blogger.