Header Ads

[Resenha] Zane | Patrícia Rossi


350 páginas || Patrícia Rossi || Ano 2016 || Editora Charme || Skoob
Resenha por: Débora Favoreto

O livro Zane é o primeiro livro que leio da autora Patrícia Rossi. O livro foi lançado pela Editora Charme e tanto a capa quanto a edição estão impecáveis, deixando aquele gostinho de querer devorar o livro e o mocinho da capa.

Zane cresceu cercado por problemas, brigas em família e miséria. Abandonado pela mãe aos nove anos junto com a irmã, Anna, seis anos mais velha, tinha tudo para se perder na vida. Eles tiveram que aprender a se virar sozinhos, e Zane começou a trabalhar cedo, sempre em oficinas. Ele era um enorme homem tatuado, viril e sexy. Além disso, tinha um olhar intenso e lábios convidativos.

Zane trabalhava na empresa de restauração de carro e motos antigos há cerca de onze anos. Ele e seu amigo Jake, eram considerados os melhores da região. E se não fosse por Jake e o emprego que amava tanto, Zane não sabia o que teria acontecido. Provavelmente teria voltado para o mundo do álcool e das drogas. Um lugar onde Zane não queria retornar de forma alguma, um lugar sombrio onde ele havia se afundado após conhecer sua ex- noiva, Camille. Durante a leitura Camille aparece em vários estágios e confesso que odiei essa mulher desde sua primeira aparição. Eu sabia que Zane merecia alguém melhor; um alguém que não demorou a aparecer...

Quinn é proprietária de uma loja conceituada de artigos raros e de luxo. Ela ficou de se encontrar com um fornecedor e o mesmo não comparece. Porém foi naquele bar, naquele dia que ela conheceu Zane, o homem que a hipnotizou com o olhar e o corpo...
Mesmo com a tensão do primeiro encontro, não acontece nada e eles vão embora sabendo apenas o nome do outro. Mas o destino faz com que eles se reencontram e se entreguem ao ardente desejo.

Quinn havia acabado de sair de um relacionamento onde seu ex-noivo ainda a perseguia. Ele a queria de volta, e contava com a ajuda da mãe de Quinn para tornar isso realidade. Mas sua mãe não tinha ideia o porquê ambos romperam o noivado.
Zane, tinha uma psicopata atrás dele e de Quinn, sua ex-namorada que agora já é casada, assim que descobre que eles estão juntos, faz de tudo para separá-los.

Duas pessoas completamente diferentes e o mundo inteiro contra essa união. Seriam eles fortes o suficiente para suportar tudo isso, mesmo com todas as diferenças impostas pela sociedade?

Preciso dizer que o casal é quente, muito quente. Zane exala tesão por onde passa. E Quinn é uma mulher sensual ao extremo. Por isso, eles se viram atraídos logo no primeiro instante. Mesmo com todas as diferenças, o casal combina e muito, além disso, eles lutam para ficarem juntos a todo instante.

Os personagens são fortes e decididos, inclusive os secundários e isso me conquistou na narrativa. Queria conhecer um pouco mais da vida do Zane, sobre sua família e do processo que enfrentou para vencer os seus vícios. Apesar disso, o casal protagonista é apaixonante de tal forma que se torna impossível não ser seduzida por sua história.

Mas, confesso que alimentei altas expectativas sobre esse livro e isso, acredito, acabou prejudicando um pouco minha visão sobre o livro, pois no final acabou não sendo bem o que eu esperava. Mas, preciso dizer que essa é a minha visão e insisto que leiam e tirem suas próprias conclusões. Afinal, a grande maioria dos leitores amaram o livro, mesmo sem ter sido tudo que eu esperava, tenho certeza de que Zane agradará, e muito,os fãs da literatura hot.


“Zane Hudson estava fodendo com o cérebro dela.”


CAPA E SINOPSE:

Zane Hudson.
Motoqueiro.
Músico.
Tatuado.
Quinn Armentrouth.
Alta sociedade, luxo, glamour.
Tudo no mundo para separá-los.
Ele sabe o que é abandono.
Ela já foi traída.
Uma ex perseguidora.
Um ex que não aceita perder.
Eles pertencem a mundos diferentes.
Mas nem por isso a química entre eles é menor.
A atração é explosiva, instantânea.
Uma mãe que abandona...
Outra que repreende.
Percalços.
Sexo, romance... amor.
Essa paixão seria forte o suficiente para mantê-los unidos?


Um comentário:

  1. Fiquei com vontade de ler o livro, mesmo ele não atingindo todas as suas expectativas. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.