Header Ads

[Resenha] Era uma vez no outono | Lisa Kleypas

288 páginas || As quatro estações do amor #2 || Lisa Kleypas || Ano 2016 || Romance de época/Erótico || Editora Arqueiro || Skoob
Resenha por: Débora Favoreto


Era uma vez no outono é o segundo livro da série As quatro estações do amor, de Lisa Kleypas, lançado pela Editora Arqueiro. Com a primeira missão concluída, afinal Annabelle já estava casada, agora era a vez de Lilian Bowman, uma mulher cheia de opiniões e que me instigou muita curiosidade, devido ao fato de que não seria algo fácil aproximar Lilian e lorde Westcliff.

As Irmãs Bowman, estavam sempre se metendo em encrencas, segundo Dayse, a maioria era culpa de sua irmã Lilian, por esse e outros motivos ambas estavam sempre juntas. Lilian tinha um dom nada valorizado em mulheres da sua época, ela sempre teve muita sensibilidade com cheiros. Ela sentia cheiro de tudo, inclusive das pessoas. Mas nunca teve a oportunidade de trabalhar na empresa do seu pai usando todo esse seu dom. 

“Seria possível? Aquela garota podia mesmo detectar o cheiro intrínseco a uma pessoa? Ele próprio podia, mas esse era um dom raro e jamais ouvira falar de uma mulher que o tivesse.”

Lorde Westcliff é o aristocrata mais rico da Inglaterra, com uma linhagem mais antiga que a da rainha, e tem o título mais antigo da Grã-Bretanha, o que o torna o solteiro mais cobiçado da Europa. E ele estava interessado na empresa do pai de Lilian. Devido a isso, ela e sua família foram convidados para passar um tempo na casa de Lorde Westcliff.

Marcus tratava Lilian com muita frieza. Os dois são arrogantes, dominadores e manipuladores, eram tão parecidos em alguns aspectos, já em outros... 

“A extraordinária insolência de Lillian a tornava diferente de todas as mulheres que Marcus já conhecera. Isso e quando elas tinham jogado em roupas intimas o convenceram de que Lillian Bowman era um demônio. E quando ele fazia um julgamento sobre alguém, raramente mudava de opinião.”

Lilian era uma jovem que Marcus jamais pensaria encorajar. Não podia imaginá-la vivendo feliz dentro dos limites da aristocracia inglesa. Além do mais, todos sabiam que, como suas duas irmãs tinham se casado com americanos, era imperativo que ele preservasse a linhagem distinta da família casando-se com uma inglesa. 

Com 35 anos, Marcus era experiente e sempre soubera que qualquer uma dessas moças tímidas e refinadas serviria aos seus objetivos, e ainda assim ele nunca conseguirá se interessar por elas. Ao passo que ficará obcecado por Lilian desde a primeira vez que a vira. 


Lilian não era uma mulher tão bonita, tanto que ela não chamava a atenção por onde passava devido sua beleza e sim, devido suas atitudes. Ela não era nada educada e era muito teimosa, e segundo Marcus, sua natureza obstinada era mais adequada a um homem do que a uma mulher. Mas a atração que ele sentia por ela, sem mesmo querer, era muito grande.

“Fechando os olhos, afastou o rosto do de Lilian só para se ver esfregando o nariz no pescoço dela com avidez. Lilian o empurrou um pouco, sussurrando asperamente em seu ouvido:
- Qual é o seu problema?
Marcus balançou a cabeça, impotente.
- Desculpe-me - disse ele com voz rouca, mesmo sabendo o que estava prestes a fazer.
- Meu Deus. Desculpe-me...
Então sua boca se apoderou da de Lilian e ele começou a beija-la como se a sua vida dependesse disso.”

Eles eram quentes demais quando estavam juntos, nessa citação acima, foi o primeiro momento que os dois se tocaram, mas foi o suficiente para despertar os sentimentos que ambos sentiam.

“Conhecendo sua tendência a se meter em encrencas, conclui que é mais seguro mantê-la a minha vista e, se possível, ao alcance do meu braço." - Marcus

Para Marcus, Lilian era irresistível demais para ser ignorada. Mas será o suficiente para propor casamento? E se propor, Lilian aceitaria viver como uma mulher do conde, sendo obrigada a seguir todas as regras impostas?

Amei a leitura, estou completamente apaixonada por essa série e estou louca para começar a ler o terceiro livro. A minha única queixa quanto essa história foi o final ser tão corrido. E a principal parte que eu queria que fosse mais explorada, senti que não teve tamanha importância. Do resto, só tenho que elogiar.



CAPA E SINOPSE:

A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa.
Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar.
Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?


Um comentário:

  1. Ainda não li nenhum livro da série, mas gostei mt da sua resenha e vou incluir mais essa série na minha lista infinita hehehehehe

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.