Header Ads

[Resenha] As Vidas Impossíveis de Greta Wells | Andrew Sean Greer

 
256 páginas || Andrew Sean Greer || Editora Jangada || Ano 2016 || Romance
Resenha e fotos por: Dani Almeida

As Vidas Impossíveis de Greta Wells possui uma trama bem estruturada com personagens cativantes e marcantes.

A narrativa em primeira pessoa nos permite vivenciar intensamente a trajetória da vida da protagonista como se fosse a nossa e nos faz vislumbrar o impossível.

E se pudéssemos alterar o passado?

“O IMPOSSÍVEL ACONTECE PELO MENOS UMA VEZ PARA CADA UM DE NÓS.”

Greta Wells é uma mulher de trinta e um anos que após a morte de seu irmão gêmeo, Félix, e o rompimento com o companheiro de dez anos, Nathan, mergulha num mar de profunda tristeza e depressão.
Para tentar seguir em frente e continuar vivendo, ela procura ajuda profissional que, no início, não surte efeito algum no seu estado de espírito. Assim seu médico resolve passá-la para um tratamento psiquiátrico novo e radical tal tratamento será dividido em vinte e cinco sessões, duas por semana.

Embora receosa Greta aceita se submeter aos procedimentos visto que esse é o último recurso para tirá-la do período difícil que atravessa.

Apesar de advertida pelo psiquiatra de que o tratamento poderia provocar alguma desorientação, a partir da primeira sessão, ela sofre efeitos inesperados e totalmente impossíveis, passando a viver não só em sua própria época ,em 1985, como também em mais duas vidas paralela sendo uma em 1918 e outra em 1941.
Inicialmente, Greta fica maravilhada com essas viagens no tempo, principalmente quando descobre que nessas realidades alternativas, seu irmão está vivo e Nathan ainda é seu companheiro. Tudo que ela almejou que acontecesse.

“-GRETEL! - OLHEI PARA CIMA E FOI COMO SE UM RAIO TIVESSE ATRAVESSADO MINHA CABEÇA... MAL CONSIGO DESCREVER EM PALAVRAS. ERA MEU IRMÃO, FÉLIX.”

Contudo com a evolução do tratamento e em meio às idas e vindas ao tempo, Greta percebe que seus três “eus”, embora separados por décadas, possuem vidas semelhantes; ela se dá conta de que independentemente de qual vida esteja vivendo, perdas, desafios, recompensas e escolhas difíceis existem em todas elas.


Greta tentará ajudar cada “eu” em seu determinado tempo, mas descobrirá que já coisas impossíveis de serem mudadas.

“MAS NÓS REALMENTE ACORDAMOS, CADA UM DE NÓS, PARA DESCOBRIR QUE AS COISAS CORRERAM DE UM MODO DIFERENTE. O AMOR QUE PENSÁVAMOS QUE NOS TINHA MATADO AFINAL NÃO NOS MATOU, E O SONHO QUE TIVEMOS PARA NÓS MESMOS MUDOU EM ALGUM PONTO, COMO UM PLANETA PARA O QUAL NOSSA NAVE TINHA SIDO ENVIADA; SÓ TEMOS DE LEVANTAR A CABEÇA E NOS ENDIREITAR, IR EM FRENTE MAIS UMA VEZ É COMEÇAR O DIA."

As Vidas Impossíveis de Greta Wells é um livro possui um enredo muito original e, por vezes, um pouco confuso, meio maluco rs... Confesso que foi uma leitura sobre viagem no tempo, totalmente diferente de qualquer outra que eu já tenha lido sobre o tema.

Assim como a protagonista começamos a nos perguntar se tudo não passa de pura alucinação e se Greta não está enlouquecendo de verdade; será?

Com essa pulga atrás da orelha, a leitura é rapidamente concluída, visto que a curiosidade não permite que o leitor abandone o livro até a última página.

Com genialidade o autor Andrew Sean Greer conseguiu criar uma história intrigante e fantástica que envolve e confunde o leitor até o último ponto final.

Claro que não tem nada a ver com os romances água com açúcar que amo e estou habituada a ler, mas, ainda assim, eu recomendo.
De vez em quando é bom sair um pouquinho da nossa zona de conforto!


CAPA E SINOPSE:

Durante um tratamento psiquiátrico após perder seu irmão e o rompimento de seu relacionamento, Greta Wells se vê transportada para vidas que poderia ter tido se tivesse nascido em épocas diferentes. Sua consciência se alterna entre seu próprio tempo e sua vida em 1918, em que trai o marido, e outra em 1941, em que é mãe e esposa devotada. As três vidas de Greta são repletas de tensões familiares e escolhas difíceis. Cada realidade tem suas perdas, recompensas e desafios. Será que são efeitos do tratamento ou ela realmente está vivendo essas vidas? E se Greta descobrir como permanecer em um dos outros mundos, em qual época ela vai querer ficar?


2 comentários:

  1. Oi Débora, adoro enredos originais, já tinha visto o lançamento deste livro, mas nunca lido uma resenha! Gostei muito, mas não leria no momento!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila ,
    O enredo é mesmo muito original e , quando sentir que é o momento, tenho certeza de que a leitura vai te agradar .
    Beijos <3

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.