Header Ads

[Resenha] Sombras do Mundo | Daniella Rosa

280 páginas || Crenças e Criaturas #1 || Daniella Rosa || Ano 2015 || Editora: Ler Editorial || Romance/Fantasia/Ficção/Nacional || Skoob
Resenha por: Débora Favoreto


Em seu livro de estreia, Daniella Rosa mostra o quanto tem potencial para escrever um bom livro de fantasia. Sombras do mundo contêm todos os ingredientes necessários para encantar e torná-lo inesquecível.

"Se cultura é, segundo uma de suas definições, tudo aquilo que é produzido pela inteligência humana, eu me pergunto qual é a inteligência por traz de tanta violência."

Alany (Any) tem 18 anos, faz faculdade, é caseira, adora ficar com a sua avó e suas plantas. Apaixonada por música ela, às vezes, cantava com o seu pai quando pequena. Any tem um dom, ela consegue ver a vibração ou a intenção das pessoas e identificá-las. Todos pensam que ela tinha um sexto sentido, mas ela sabia que o que via, era muito mais que isso. Enquanto Any é caseira, Carol e Will, seus amigos, são os maiores baladeiros.

Any e Carol são grandes amigas, ambas estão sempre juntas. Carol é destemida, protetora e segura de si. Any sabe que pode contar com ela pra qualquer coisa. Gostei dela desde o início, pois quem não deseja ter uma amiga assim? Já Will é um pouco enigmático, às vezes ele some e fica dias sem aparecer e quando aparece, finge que nada aconteceu. Fiquei intrigada com ele desde o início do livro.

Por se sentir diferente das outras pessoas, e não saber onde é o seu lugar no mundo, Any é reservada e fechada no quesito: meninos. Porém na noite do seu aniversário, ao ouvir uma voz, ela para instantaneamente. Ela o observou; ele parecia ser mais um cara normal; cabelos castanhos compridos, olhos negros e a barba por fazer, mas foi quando ele começou a cantar que ela ficou fascinada, a voz dele era perfeita, como de um anjo. Ele parecia ter um imã, ele simplesmente hipnotizou Any, e ela se viu envolvida desde então.

"Eu podia olhar pra você a noite toda." – Santiago

Dono de uma voz perfeita e um olhar penetrante, Santiago era enigmático e ao mesmo tempo, encantador. Ele era maduro, doce e tranquilo. As cores que irradiavam de seu corpo demonstravam calma e passividade. Mesmo assim, eu sentia que tinha algo nele...

"A música é sempre uma terapia! Se ela fez parte da sua vida em algum momento, ela nunca mais te abandona." - Santiago

Any tinha sonhos estranhos, nunca conseguiu decifrá-los, e sempre acordava assustada. Isso já era algo rotineiro, porém, nos últimos meses, os sonhos eram mais assustadores e intensos. Ao descobrir que existia um mundo paralelo e que alguns dos seus amigos, inclusive Carol, faziam parte, mas só ela não sabia, Any quase surtou. Mas, ao mesmo tempo, ela percebeu que algumas coisas que já haviam acontecido, começaram a fazer mais sentido.

Em Sombras do mundo, conhecemos criaturas de livros de contos de fada, onde os mesmos convivem com humanos. Não quero dar muitos detalhes, caso contrário, perderá todo o seu encanto. Mas após Any descobrir esse mundo oculto, o livro toma outra proporção, e eu me vi mais envolvida, só consegui parar de ler, quando o Kindle mostrou que o livro havia acabado.

Não costumo ler muitos livros de fantasia, mas confesso que sou apaixonada. Toda vez que leio um, viajo nesse universo e fico por dias imaginando como seria se existisse ou se eu pudesse fazer parte da história. E quando o livro me deixa com essa sensação, pode ter certeza que eu recomendo a leitura. O mesmo aconteceu com Sombras do Mundo – Crenças e Criaturas.

Acho incrível quando um autor consegue cria um universo paralelo tão real. Daniella, seu livro me encantou. Envolvi-me demais com os personagens, em alguns momentos, me vi dentro da história, parecia que fazia parte e estava como a Any, tentando desvendar esse mundo. Foi uma leitura rápida, poucas horas, mas com certeza, ficará por muito tempo na memória.

O e-book estava muito bem editado e revisado. A capa fez todo sentido após finalizar a leitura. Adorei o trabalho dos envolvidos.



CAPA E SINOPSE:

Alany é uma garota confusa, pressionada por suas visões e por um sentimento latente de que cada célula do seu corpo grita por liberdade. O mundo visto por ela tem formas, cores e sombras que mais ninguém é capaz de ver.
Sem a proteção da mãe, que abandonou a família quando ela ainda era pequena, e com a recente perda do pai em um terrível acidente, Alany se sente sozinha e perdida, vivendo em um mundo onde a gentileza é subjugada e o bem é sinônimo de fraqueza. Mas sua vida muda de curso quando conhece San.
San é cantor, dono de uma voz angelical e de uma beleza estonteante, e algo nele desperta sentimentos que Alany sequer sabia que existiam. Mas em um evento inexplicável San desaparece, sem qualquer aviso ou razão, e encontrá-lo passa a ser prioridade.
Durante essa busca, Alany será levada por caminhos que jamais imaginara e sua vida se transformará completamente. Enquanto algumas peças se encaixam, outras vagam muito fora de seu alcance.
Uma figura misteriosa e maligna, máscaras que caem, um inimigo que se revela confiável, e a descoberta de que seu novo amor é muito mais do que um belo rapaz, são só alguns detalhes dessa eletrizante história.
O mundo já não parece real, pois o conceito de realidade se perdeu. As pessoas não são o que parecem e a própria Any não é o que pensava ser. As lendas sim são reais, e caminham pelas ruas displicentemente.
As sombras não estão apenas na sua cabeça, afinal, e as cores têm significados verdadeiros, que começam a dar sentido a sua vida insípida. Mas nenhum alívio vem sem um preço.

Um comentário:

  1. Eu adoro livros de fantasia, achei um pouquinho confuso o enredo, mas parece interessante. Acho que lendo o livro da pra entender melhor é claro. Quando eu ver esse livro numa livraria vou comprar, quero conhecer melhor a vida dessa orfã.

    Resenha | Fangirl, Rainbow Rowell

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.