Header Ads

[Resenha] Paixão Libertadora | Sophie Jackson @editoraarqueiro

352 páginas || Trilogia Desejo Proibido #2 || Sophie Jackson || Ano 2016 || Editora Arqueiro || Skoob
Resenha por: Débora Favoreto

Em Paixão Libertadora, conhecemos Max O´Hare. O mesmo é pouco citado no primeiro livro, pois não tem uma participação muito importante. Ele é e sempre foi o melhor amigo de Carter. Para mim, Max era um personagem intrigante, que eu estava louca para desvendar. Eu tinha certeza que ele era muito mais intenso que Carter. Ao finalizar a leitura, eu pude confirmar e entender o motivo pelo qual o levou a este momento.

Max sempre foi uma criança alegre, mas após perder sua mãe e alguns anos depois perder seu pai, acabou deixando-o cheio de sofrimento e complicações. Tudo isso porque além de perder os pais, ele também era viciado em drogas. Mas com certeza, o que deixou Max completamente perdido, foi o fim do seu relacionamento com Lizzie Jordan, a única mulher que ele tinha amado, e a perda de seu filho ao nascer. Perceberam a carga dramática que esse livro possui? Isso porque nada do que foi dito até aqui, pode ser considerado um spoiler. Afinal, tudo isso consta no primeiro livro. 

"Obrigado, mas "felizes para sempre" não existe para mim, doutor... Depois de todas as pessoas que perdi na minha vida, sei que essa é a droga da verdade."

Em paixão libertadora, Max enfim sai da reabilitação e decide abandonar a cidade que tanto o machucou. Ele resolve partir para o interior e ficar um tempo com o seu tio. Max precisa recomeçar, e nada mais certo, do que sair de um lugar onde o seu mundo era totalmente obscuro. 

E é, no interior da Virginia Ocidental, onde seu tio Vene mora, que ele conhece a linda e doce Grace. 

Grace é o tipo de mulher que carrega uma dor no peito, mas ao mesmo tempo, carrega o maior sorriso no rosto. Ela também tem marcas do passado, abalando muito mais do que só sua autoestima. Duas almas marcadas, dois corações machucados, e uma nova chance de recomeçar. 

"Somos só nós dois. Seja corajosa comigo. Me deixe ver você."

Max nos mostra o quanto ele é carinhoso e protetor. Fiquei completamente apaixonada por esse lado dele, e isso não aconteceu só comigo, Grace logo se vê apaixonada por esse homem encantador. Mas, o medo de se aproximar, de não ser o suficiente para Grace, acaba deixando Max confuso diante de suas atitudes. 

“Vejo um homem que quer muito melhorar, que se arrepende das decisões ruins que tomou que quer consertar as coisas e seguir em frente com a vida. Vejo um homem morrendo de medo de se arriscar e de confiar, mas desesperado para fazer isso. Vejo um homem em frangalhos, mas que está tentando. Vejo esperança.”

A entrega dos personagens é um aprendizado. Eu torci o tempo todo por Max, ele merecia ser feliz e encontrar um novo amor, alguém que o entendesse, o aceitasse e que estivesse disposta a se entregar de corpo e alma. Além disso, tanto Grace quanto Max, tinha uma missão; acordar todos os dias disposto a lutar contra os seus traumas do passado. Como eu já citei, esse livro foi um verdadeiro aprendizado, uma história que levarei para sempre no coração. Também matamos um pouco a saudade do Carter e da Kat. Essa série com certeza tem a amizade, como um dos ingredientes principais, tornando tudo tão lindo e tão apaixonante.

“Nunca atenda a porta quando o passado vem bater.”

Se, em Desejo proibido a autora já havia me conquistado, posso dizer com total prioridade, que após ler Paixão Libertadora, a autora Sophie Jackson se tornou uma das minhas queridinhas, ganhando um espaço especial na minha estante.



CAPA E SINOPSE:

Segundo livro da trilogia Desejo Proibido - que teve mais de 4,5 milhões de visualizações on-line - , Paixão Libertadora é uma história sensual e apaixonante sobre segundas chances.
Max OHare já passou por muitos momentos difíceis na vida. Depois de perder um grande amor e ter que se internar numa clínica para se livrar das drogas, ele decide que é hora de trocar Nova York por uma cidade do interior, na tentativa de se reerguer ao lado da família.
É lá que ele conhece a deslumbrante Grace Brooks. Amante da arte e da fotografia, ela parece a mulher perfeita. Mas o que Max não sabe é que ela guarda a sete chaves a verdade sobre o próprio passado.
Atraídos um pelo outro, mas com medo das consequências que um relacionamento sério pode trazer a suas vidas já complicadas, eles fazem um pacto para que a relação seja apenas sexual, sem sentimentos envolvidos. Até que as coisas começam a mudar entre os dois...
Presos a grandes medos e a segredos profundos, Max e Grace precisam aprender a confiar de novo e se entregar um ao outro não apenas de corpo, mas também de alma.



3 comentários:

  1. Oi Débora, eu já não curti a narrativa da autora em seu primeiro livro, fico feliz que a leitura foi proveitosa, mas não leria..

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  2. Está na minha lista, pois com certeza vou gostar dessa história ♥
    bjs

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.