Header Ads

[Resenha] A Garota do calendário – Janeiro | Audrey Carlan, @Verus_Editora

144 páginas || Ano 2016 || Audrey Carlan || A Garota do Calendário #1 || Editora Verus ||
 Romance Erótico
Resenha por: Débora Favoreto



Sabe aquele livro que te surpreende pela simplicidade nas palavras? Com uma escrita simples e totalmente sedutora, a autora Audrey Carlan me conquistou logo no primeiro mês.

Em A Garota do calendário – Janeiro, conhecemos Mia Saunders. Uma mulher forte e decidida. Após o pai ser espancado pelos capangas de seu ex-namorado, a quem seu pai devia muito dinheiro, ela se vê aceitando a proposta de emprego de sua tia Millie, para se tornar uma acompanhante de luxo, por 12 meses. Sem precisar transar, Mia estará todo mês em uma nova cidade, com um homem rico. Porém, caso a atração entre os dois seja o suficiente para ela querer se envolver durante o mês, ela ainda ganha um aumento de 20%. Mas, parte do plano é manter o seu coração selado. Ela tem uma divida e muito trabalho pela frente.

Weston Channing, sua primeira "missão", é um homem maravilhoso, roteirista, surfista e totalmente sexy. Assim que Mia o conhece, ela já sabe que ele será um problema. A química entre os dois é gritante. Ele contrata Mia para participar de alguns eventos pessoais e profissionais. E foi sua mãe, quem a escolheu. Com isso, ambos acreditam que a presença dessa mulher deslumbrante irá afastar as “patricinhas e periguetes” que ficam no seu pé, deixando que ele consiga finalizar os seus contratos importantes.

“Você tem o perfume da luz do sol e de uma brisa fresca no verão.”

Juntos, eles se tornam amigos e melhores amantes. Ele insiste exageradamente para que ela fique com ele, dizendo que quitará todas suas dividas. Mas, Mia, sabe que se ela permitir isso, o dia-a-dia e o romance entre eles, jamais será o mesmo, e a divida sempre será lembrada.

“Se eu pudesse engarrafar esse cheiro, eu o usaria todos os dias.”

Com isso, ela precisa passar por mais 11 meses e 11 homens, antes de pensar no que irá fazer com a sua vida.
“Eu sou egoísta. Não quero que você vá embora. Não quero que você vá posar nua para um artista rico de Seattle. Quero você aqui, comigo, na minha casa e na minha cama. E pago o preço que for preciso para conseguir isso.”

Será que ela conseguirá passar por todos os meses sem se apaixonar por ninguém? Confesso que eu já estou apaixonada por Wes, e torcendo para que no fim, ambos fiquem juntos. Enquanto isso, vamos acompanhar a louca e apaixonante jornada dessa protagonista tão corajosa e divertida.

“Com Wes, eu havia protegido o meu coração com tanta força que ele só conseguiu pequenos pedaços ao longo do caminho. Todo o resto ainda estava seguro, comigo no controle total.”

O livro é todo narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista da Mia. Isso, definitivamente, me agradou bastante. Mia é uma personagem de opinião, forte, destemida e não é cheia de mimimi. Ela tinha uma coisa em mente; assim que seu pai e irmã estivessem seguros e a dívida paga, sua vida voltaria ao normal.

Sucesso absoluto nos Estados Unidos e com direitos vendidos para quase trinta países, os primeiros volumes da história de Mia Saunders chegam às livrarias a partir de 20 de junho!

Se eu recomendo? Sim, muuuuuuiiiito! Já estou ansiosa para conhecer o mocinho do mês de Fevereiro, esse pareceu ser bem intrigante.

"Lembre-se de mim"


GARANTA JÁ O SEU: CLIQUE AQUI


CAPA E SINOPSE: 

Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

#agarotadocalendario

5 comentários:

  1. Débora eu amei a sua resenha, estou louca por esse livro.
    Estou ansiosa pelo lançamento.
    Também queria ter recebido a prova (rs), só fiquei triste porque o livro tem poucas páginas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Você já leu? Meu Deussss!
    Estou louca por essa série. Achei super diferente!
    Adorei a sua resenha, estou contando os dias para o lançamento.

    ResponderExcluir
  3. Que livro mais gostoso de se ler! ❤

    ResponderExcluir
  4. Os meus chegam daqui uns 10 dias.
    Contando os dias...

    ResponderExcluir
  5. Débora, mas você já leu este livro??? rsrs
    Eu amei sua resenha e só por ela eu fiquei doida para conhecer este enredo, não gosto de protagonistas cheias de mimimi também..
    Amei a resenha!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.