Header Ads

[Resenha] Métrica | Colleen Hoover @galerarecord


304 páginas || Slammed #1 || Colleen Hoover || Ano 2013 || Editora Galera Record || Skoob
Resenha por: Débora Favoreto




Sei que muitos perguntam como posso ser tão fã da Colleen Hoover e o meu blog não ter todas as resenhas de seus livros. Irei explicar... A CoHo tem a capacidade de me deixar sem palavras após a leitura. Ela consegue destruir o meu coração e a minha alma, mas ao mesmo tempo, ela consegue fazer meu coração transbordar de amor. Acho que perceberam as infinitas sensações que sinto ao ler os livros dela. E é aí que está, quando vou tentar colocar em palavras tudo sobre eles, elas somem.

Porém, decidi que a partir de hoje isso irá mudar. Vou tentar ler e analisar como uma crítica, me emocionar sim, mas também ter aquele olhar mais crítico para enfim, conseguir resenhá-los. Lógico que a emoção estará sempre presente.

Um tempo após o falecimento de seu pai, Layken, sua mãe e seu irmão Kel deixam o Texas e mudam-se para o norte de Ypsilanti, Michigan.

E assim que eles chegam na nova casa, Kel já faz um amigo. Layken não esperava conhecer um homem lindo como o Will (seu mais novo vizinho) logo no primeiro instante. A química entre Will e Layken foi imediata. Se apaixonar pelo Will se torna inevitável, até para nós leitores. O que chama atenção nele não é só a beleza externa, mas sim, tudo que ele é. Conforme vamos conhecendo sua história de vida, queremos abraça-lo e torcemos por ele do inicio ao fim.


Will é um personagem forte, independente, sofrido e encantador. De inicio ele parece ser uma pessoa tão leve, tão normal, mas com o tempo conhecemos um Will triste e responsável. Will fica encantado por Layken logo de cara, como disse, a conexão entre o casal é imediata. Assim que ambos se conhecem, Will a convida para um passeio, onde mais uma vez ele nos surpreende.

Slam é o local que Will leva Layken para passear. Slam nada mais é do que um palco onde as pessoas derramam suas almas em forma de poesias. Eu não sou muito fã do gênero, mas não por não curtir e sim, por não ter tamanha sensibilidade para sentir, mas é aí que a Colleen Hoover me surpreende mais uma vez, pois com esses poemas eu senti, chorei e me emocionei. E foi nesse primeiro encontro que Will abriu seu coração e contou sua história em forma de poema, onde ele diz que seus pais morreram em um acidente de carro há três anos e desde então ele cuida do seu irmão mais novo. Mesmo sendo obrigado a abrir mão de tudo, ele tem certeza que fez a escolha certa. 

Tudo isso acontece em alguns dias. Na semana seguinte, começam as aulas de Layken; e é na escola que ela descobre que Will é o seu professor. Como relacionamento entre aluno e professor é proibido e Will necessita desse emprego para sustentar seu irmão, ele diz para Layken que eles têm que ficar longe um do outro. Tanto Layke quanto Wiil ficam divididos pelo o que é certo e pelo o que o coração deles quer.

No colégio Layken também conhece Eddie e Gavin, ambos são namorados e se tornam seus melhores amigos. Mas uma reviravolta acontece na história e ficamos de queixo caído. Será que a razão falará mais alto que a emoção? 

Métrica é o primeiro livro de uma trilogia. Confesso que de todos livros que eu já li, ele foi o que menos me tocou. Sim, ele é perfeito! Sim, ele me tocou! Sim, eu indico! Mas, não foi aquele turbilhão de sentimentos, não tive aquela ressaca de semanas. O livro é todo cheio de amor, poesia e amizade.

Sempre digo, a autora tem uma escrita simples e ao mesmo tempo tão poderosa.




CAPA E SINOPSE:

O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina.
Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.



5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Eu nunca li nada da autora, mas sempre vejo ótimos comentários e isso só aumenta minha curiosidade. Esses livros já estão na minha lista de leitura.

    Beijos

    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Débora,

    Eu te entendo perfeitamente quando diz isso, de não ter palavras para resenhar, as vezes passo por isso também..
    Mas olha, eu comprei Metrica logo depois de seu lançamento, mas ele tá lá, na estante.. :(
    Nossa amiga, depois desta resenha eu fiquei com vontade de ler, tenho que arrumar é tempo né! Adorei sua critica heimm!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  4. Essa autora <3
    As suas histórias <3
    Não tem como não amar!!!
    Os livros da Trilogia Métrica foram o meu primeiro contato com a escrita da COHO, e eles foram o ponta pé para eu ter virado fã da autora. Eu amei a história e por mais que tenha o clichê, foi uma leitura superespecial <3


    Beijos!
    www.aculpaedosleitores.com

    ResponderExcluir
  5. Acredita que estava desde JANEIRO procurando esse livro pra compra e não achava em nenhum site. Masss segunda eu o encontrei e por incrível que pareça ele acabou de ser entregue na minha casa, ele foi muito bem recomendado e espero gostar, pois este e o primeiro livro que irei ler da autora. <3

    Beijos
    http://booksandcarpediem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.