Header Ads

[Resenha] O garoto que tinha asas | Raiza Varella

408 Páginas || Independente || Raiza Varella || Trilogia Encantados #2 || Ano 2016 ||
Chick-lit/Romance || Skoob
Resenhado por: Caroline Couto

    Alguém aí gosta da história da Bela e a Fera? Pra quem disse sim (espero que a maioria) esta no livro certo. Nessa releitura do conto e segundo volume da Trilogia Encantados, O Garoto que tinha Asas vemos a história de Augusto, o “Monstro”.

     Augusto Bittencourt, um renomado médico bem sucedido com a fama de dispensar uma mulher atrás da outra e jamais passar a noite com elas. Já começa tendo um dia difícil, mal-humorado como sempre, mas nessa madrugada fria ele acaba presenciando um terrível acidente de carro e ao correr para ajudar acaba conhecendo a Garota sem nome.

A Garota sem nome segue a vida a 8 regras e uma delas é: nunca confiar. Porém no momento que sofre o acidente acaba de encontro com seu salvador, O Garoto que tinha Asas, ela se vê desfazendo de sua regra mais importante, ela tem que confiar a ele seu bem mais precioso, sua vida que esta no banco de trás do carro.

“Ele tinha asas grandes o suficiente para me esconderem, para salvarem a minha vida e isso bastou para que eu ao menos conseguisse respirar novamente, ”


      Augusto está muito longe de parecer um anjo, mal-humorado mais com muito caráter acaba por salvar a vida da moça, e tendo que cumprir uma promessa que nunca deveria ter feito. O médico acaba em situações que jamais pensou que seria seguro.

     Além de Augusto e da garota sem nome, neste segundo livros temos o gostinho dessa adorável família de volta. Amei relembrar a loucuras de todos juntos, com várias maluquices e muitas risadas.

“ Escutamos Bárbara gritar.
–Ian, melhor aterrar a piscina e fazer aquele maldito abrigo nuclear. Isso ou vamos ter que internar o meu irmão. ”


  Quem esta em busca de um romance leve com um pouco de suspense, esta no lugar certo, vemos a garota sem nome, fugir de seu passado e a que muito tempo não sabe o que é um lar, se sentir segura pela primeira vez, só que infelizmente o seu lar é um monstro que foge de compromisso e da palavra Amor.

  Raiza foi maravilhosa mais uma vez nos seus livros, nessa releitura contemporânea, nos faz apaixonar mais ainda por essa família e por um “ogro” em particular e nos deixa mais ansiosos para o próximo livro.

“Não há nada como ser beijada por uma Fera e abrir os olhos para encontrar um lindo príncipe nos olhando de volta...”


CAPA E SINOPSE:
Depois do conto de fadas protagonizado por Bárbara e Ian em O Garoto dos Olhos Azuis chegou a hora de conhecermos a história de outro casal encantado. Augusto Bittencourt, vulgo Monstro, é um renomado médico, dono de uma carreira sólida e do hábito de dispensar uma mulher atrás da outra sem piedade. Nunca se apaixonou e não acredita que um dia irá encontrar uma mulher interessante o suficiente para mudar esse fato. Mas o destino parecia pensar diferente, em uma madrugada fria ele presencia um terrível acidente de carro e conhece a garota sem nome. Uma garota que há muito tempo não sabe o que é ter um lar, se sentir segura e não precisar fugir de ninguém até que, em meio aos destroços, ela vê alguém correr em sua direção, um garoto que ela poderia jurar ter asas. Embora Augusto esteja muito longe de se parecer com um anjo, ele acaba por salvar a sua vida. Pela primeira vez, o médico de pouco humor e muito caráter terá que enfrentar e ir contra todos os seus princípios para cumprir uma promessa que não deveria ter feito e de quebra, quem sabe, se apaixonar. Em O Garoto que tinha Asas vamos descobrir se o príncipe encantado realmente vem montado em um cavalo branco ou se sua cor é o que menos importa em meio a uma singela releitura de A Bela e a Fera.

6 comentários:

  1. Já li o primeiro livro da autora e adorei.
    Esse parece ser ótimo. Por adorar a bela e a fera, fiquei doida para ler.
    Parabéns pelo blog e pela resenha.
    Também adorei as fotos.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Eu aproveitei a promoção com a autora e pedi o primeiro.
    Não imaginei que o segundo fosse tão bom assim, acho que terei que pedir mais um. Aí o meu bolso hahahahah

    ResponderExcluir
  4. Ai que ansiedade para que o meu monstro chegue logo... A Raiza tem msm uma escrita maravilhosa que nos faz se apaixonar logo nas primeiras páginas né ? E ,tenho ctz ,de que não vou me decepcionar com nada nessa releitura. Parabéns pela resenha.
    Beijos <3

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.