Header Ads

[Resenha] Última Chance | Bia Sarah

Última Chance - Trevor Mitchell sempre foi o bad boy, a ovelha negra da família, e aos 19 anos deixou para trás o sonho de seus pais de ter um filho administrador para se tornar parte do Redeemers Motorcycle Clube. Mas após seis anos, e agora como Vice-Presidente do clube, ele precisará voltar à sua cidade natal e lutar contra os fantasmas do passado, entre eles a adorável Maddisson Leif, sua antiga namorada, que partiu seu coração anos atrás. Entretanto ao encontrar a doce e sexy Maddisson ele se depara com uma pequena e loira surpresa. O pequeno Aidan.  Os rumos do amor e do perdão entre duas vidas, as dificuldades de adaptação e aceitação em um novo lar, a busca da força necessária para enfrentar as batalhas impostas pelo destino, onde nada poderá ser julgado como certo ou errado, quando uma simples escolha não é o bastante. A ânsia da vitória representada pelo amor devotado a uma criança e ao amor de sua vida.  Nada mais será igual. Nada mais importará. Será a Última Chance.Foi por isso que corri, tentei fugir, mas quando tem que ser, não adianta, será.
220 páginas || Editora Lotus || Ano 2015 || Série Redeermers Motorcycle Club #01 || Autora: Bia Sarah || Skoob
* E-book cedido em parceria com a autora




Trevor Mitchell abandonou sua cidade natal, deixando seus pais e seu grande futuro programado. Tudo isso por causa de uma mulher que o abandonou, poucos sabiam o motivo pelo qual ele saiu da cidade, mas ele se lembra de cada detalhe, e isso até hoje o machuca. Seis anos depois ele retorna a Saint Louis, seu pai está com os dias contados e ele precisa estar ao lado de sua mãe nesse momento tão difícil, mas Trevor tem consciência de quê voltando para aquela cidade, seria a mesma coisa que ir para o inferno.

Assim que saiu de sua cidade natal, Trevor juntou-se aos Redeemers Motorcycle Club, onde sim, se sentia em casa e ao redor de pessoas que realmente o amavam, e por eles, ele faria tudo.

Madds, como gosta de ser chamada, foi o amor à primeira vista de Trevor. Eles foram namorados e melhores amigos. Ela sabia seus medos e sonhos, além de compartilharem tudo. Trevor passou os últimos anos fingindo que a esqueceu, mas nenhuma mulher conseguiu o deixar completo como era quando estava com ela. 

"Trev só queria uma única mulher, e esta era a única que o havia ferrado para todas as outras."

Assim que reencontrou seu pai no hospital, ele estava frágil e muito doente, mas precisava deixar as coisas bem claras antes de sua partida, foi então que Trevor descobriu que foi o próprio pai que destruiu o seu relacionamento, afastando a única mulher que ele já amou. 

"– Mesmo você tendo a procurado e fazendo o que fez, ela deveria saber que o que tínhamos era maior que tudo isso. Mas mesmo assim ela escolheu quebrar a porra do meu coração."

Assim que Maddison Leif soube que Trevor estava na cidade, sabia que enfrentaria algo que poderia mudar sua vida, assim como o passado mudou. Ela era mãe de Aidan, um menino lindo, que tinha todos os traços do pai. Ele era o que a fazia acordar todos os dias e sorrir. O que lhe dava forças para continuar, já que nada na sua vida era fácil. Mas jamais se arrependeu de suas escolhas.

Antes de morrer, o pai de Trevor fez um último pedido ao filho. Pediu para que ele procurasse Madds. Trevor tinha medo do que poderia encontrar, já que ainda a amava muito. Após pensar e muito, ele resolve atender ao último pedido de seu velho.

Ambos ainda se amam, mas o passado deixou muitas marcas, porém o destino conseguiu uni-los de uma forma que ambos terão contato para sempre, independente de estarem juntos como um casal ou não. 

Quando as coisas começam a se acertar entre o casal, a vida no clube dos motoqueiros começa a ficar tensa. Isso acaba dando uma adrenalina na leitura. 

Os personagens secundários são importantes nas cenas, senti falta de conhecer um pouco mais de cada um. Mesmo sabendo pouco sobre Tug, confesso que ele foi o que mais me conquistou. Espero que a autora escreva mais sobre ele.

O livro termina de uma forma, deixando brechas para um próximo livro, no qual já estou ansiosa para ler. Como li em e-book, não sei como está a edição física, mas nesse, encontrei alguns erros, porém nada que atrapalhe a leitura.

Última chance é um romance bem elaborado, sem muita intensidade, algo leve e gostoso para ler. Acho que é o primeiro contato que tenho com personagens dentro de um clube de motoqueiros. Gostei bastante da experiência. 



Acompanhe o blog 'Em cada página' nas redes sociais:
♥ Facebook | ♥ Youtube | ♥ Twitter | ♥ Instagram ♥ Skoob | ♥ Pinterest ♥ Flickr | ♥ Wattpad

2 comentários:

  1. Também nunca li nada sobre motoqueiros, gostei e fiquei curiosa com a história.
    Essa capa também é muito instigante. Gostei ad resenha e não conhecia a autora.

    ResponderExcluir
  2. Livro de motoqueiros???? Sarados???? Hummmmm eu gosto disso!
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.