Header Ads

[Resenha] Beleza Perdida | Amy Harmon


Beleza Perdida - Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar.
Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.
Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.

 332 páginas || Amy Harmon || Ano 2015 || Editora Verus || Skoob



Terminei a leitura com o coração apertado, com um nó na garganta. Tive um misto de sentimentos, chorei, sorri, vibrei, torci, fiquei sem ar por inúmeras vezes e por fim consegui respirar.

É sufocante e traumatizante procurar palavras para descrever esse livro e não encontrá-las. Beleza Perdida mexeu literalmente com o meu emocional, é o tipo de leitura que nos faz ver o mundo com outros olhos, e com certeza nunca mais seremos os mesmos após concluir a leitura.

"Segundos se tornavam minutos e minutos se tornavam preciosos quando a vida poderia ser levada num piscar de olhos."

O inicio do livro é bem clichê: Escola americana, onde temos um garoto popular, Ambrose Young. Dono de uma beleza inigualável e um porte físico invejável é considerado o melhor atleta de luta, e é venerado por todos da escola e da cidade pequena onde moram. Do outro lado temos Fern Taylor, uma garota simples, romântica, ruiva, que usa óculos fundo de garrafa, aparelho, e é criticada por isso.


Ambrose e seus amigos, Jesse, Grant, Paul e Beans são os lutadores e atletas da escola que trazem orgulho e troféus de competições para a cidade. Melhores e inseparáveis em tudo.

Fern Taylor é a nossa mocinha, sonhadora, doce, responsável, humana, divertida e batalhadora. Adora ler e escrever, romance é seu gênero preferido, sempre foi apaixonada por Ambrose, mas nunca se achou suficiente para ele. É filha do pastor da cidade, e companheira de seu primo Bailey.

Bailey é primo e melhor amigo de Fern, filho do professor de luta, porém não luta, ele tem distrofia muscular, então por mais que queira ser um lutador, ele acaba sendo censurado devido à doença, porém é o braço direito do seu pai, sendo um belo assistente. Bailey me conquistou de uma forma que é impossível descrever, mesmo com todos seus problemas e limitações ele é uma pessoa alegre, animada, inteligente, está sempre sorrindo e dando conselhos, um verdadeiro herói.

Após o acontecimento do dia 11 de Setembro, Ambrose resolve se alistar ao exercito, porém não quer ir sozinho, então convence seus inseparáveis amigos a se alistarem também, lógico que todos são chamados, e é ai que tudo muda. Apenas Ambrose retorna, e a cidade inteira o culpa por isso. Porém ele não volta inteiro, ele retorna todo destruído, tanto emocionalmente quanto fisicamente.

"Nem sempre podemos controlar o que acontece com a gente. Quer se trate de um corpo
deficiente ou de um rosto cheio de cicatrizes. Quer seja a perda de pessoas que amamos e que não queremos viver sem."

Sem querer se aproximar de ninguém, Ambrose trabalha na padaria do seu pai durante a madrugada, e devido a isso ele acaba ficando invisível para todos, porém em uma noite ele esbarra com Fern e ele não a reconhece de imediato, já que ela está diferente, mas ela o reconhece de imediato, mesmo ele escondendo o rosto.


À partir desse momento ela faz de tudo para se aproximar e tentar aliviar as marcas do passado de Ambrose, já ele faz de tudo para se afastar de Fern. Mas antes mesmo de irem para o Iraque, ele já estava encantado com a nossa ruivinha, então imaginem o quanto era difícil se afastar da única pessoa que não o culpou, não vê suas cicatrizes com pena e o trata como se fosse o mesmo Ambrose do passado.

"Não existiria a tristeza se não tivesse existido a alegria. Eu não sentiria a perda
se não tivesse existido o amor. Não dá para levar a minha dor embora sem tirar ele do meu coração. Prefiro sentir essa dor agora do que nunca o ter  conhecido. Só preciso continuar me lembrando disso."

Lógico que Bailey é fundamental na quebra dessa barreira, e os três se tornam melhores amigos. A cada capitulo você fica emocionado com a dor e a força que esse trio tem, chega a ser uma lição para a vida. Juntos eles são fortes e ao mesmo tempo vulneráveis, e a autora soube trabalhar esse ponto muito bem.

"— Me dá sua boca, Fern. Por favor. Faça tudo desaparecer."

Beleza perdida é narrado em terceira pessoa, com personagens bem desenvolvidos. Alguns capítulos intercalam o presente e o passado, dando um ponto de vista bem legal à estória, não deixando nenhum furo.

"Vou passar o resto da vida tentando te fazer feliz e, quando você se cansar de olhar pra mim, prometo que vou cantar."

Um livro cheio de amor, amizade e personagens incríveis. Estou completamente apaixonada pelo Ambrose, Fern e Bailey. Eles estão com os nomes tatuados no meu peito.

“A vitória está na Batalha.”
AB

6 comentários:

  1. Olá, Débora!

    Uauuuuu! já tinha visto essa capa, mas nunca imaginei que fosse assim tão intenso. Adoro livros com uma carga emocional. Adorei a resenha, olhando só a capa nem se imagina que tem tudo isso na história, como amizade, amor e drama. Entrou para a lista, com certeza.

    beijos

    http://www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Tanta gente falando bem deste livro que estou querendo ele pra ontem!!!
    *Aceito de presente - rsrs. Amei a resenha!☻

    http://leitoracomamor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. oiiiii Amiga!!!!
    Agora pouco li uma resenha que falei que estava meio cansada do gênero e estava protelando outras leituras de tão saturada...... A grande verdade era que eu precisa ler algo realmente me tocasse profundamente e lendo a sua resenha fiquei apaixonada pela história, já me apaixonei pelos personagens e já imagino como você ficou depois do final da leitura!
    Mais um livro que vou querer ler!!! Amo suas dicas de livro!
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Débora, estou de olho nesse livro desde que comecei a ler resenhas dele. Tem lido boas críticas. E olho que nem gosto muito de livro desse gênero, mas são sei porque essa história me toca.

    Adorei ler tua resenha, que só me deixou com mais vontade ler o livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Bem o que falar desse livro, que ainda nem li, mas já considero tanto?
    Estou protelando a leitura, porque não estou no clima para uma leitura mais pesada, regada a sentimento. Pelo o que você me contou, lágrimas vão rolar, então vou esperar mais um pouquinho para lê-lo, apesar que ele vive me olhando ali da estante me chamando :P

    Amei a resenha! <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Débora eu estou louca para ler esse livro, eu ja sei que vou chorar demais e tudo mais, mas ele me ganhou de um jeito sabe?
    A sua resenha até agora foi a mais bem explicada que eu li sobre o livro, você está de parabéns. Deu uma ideia geral sem dar spoilers nem nada e me deixou com mais vontade ainda de ler.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.